A importância da biodiversidade

Áreas de Alto Valor de Conservação (AAVC) são formadas por milhares de hectares de florestas nativas nos diversos biomas do Brasil onde crescem espécies endêmicas e ameaçadas da fauna e da flora. Toda floresta tem valor ambiental e social, mas essas áreas, conhecidas com AAVC, são consideradas especiais. 

Para uma floresta ser definida como AAVC deve concentrar espécies endêmicas, ecossistemas e paisagens, habitats singulares, serviços ambientais críticos, recursos vitais às comunidades e valores culturais excepcionais.

As florestas nativas sustentam a biodiversidade e a agricultura, estabilizam o solo e o clima, regulam os recursos hídricos e a chuva e proporcionam habitat para polinizadores e predadores naturais de pragas agrícolas, além de insumos biológicos, enzimas e fármacos. 

A restauração e a conservação dos remanescentes florestais induzem à recuperação econômica, ampliando as opções de emprego, melhorando as condições sociais da população do entorno e levando desenvolvimento para o interior do país.

http://www.ecofuturo.org.br/blog/o-valor-das-florestas/ – David Feffer

O estudo global macroeconômico Changes in the Global Value of Ecosystem Services, liderado pelo americano Robert Constanza, professor da Crawford School of Public Policy da Universidade Nacional da Austrália e pioneiro em estudos de precificação dos serviços oferecidos pela natureza calcula o valor de diferentes tipos de biomas, entre eles, as florestas tropicais. Segundo os cálculos, a Amazônia brasileira rende ao país (e ao mundo) cerca de US$ 1,83 trilhão (R$ 7,67 trilhões) por ano em valor bruto. O estudo concluiu, por exemplo, que o valor somado de diferentes serviços pode chegar, em determinadas áreas, a US$ 737 (R$ 3 mil) por hectare por ano. Esse valor é muito superior à renda gerada pela pecuária de baixa produtividade praticada na Amazônia — cerca de US$ 40 (R$ 167) por hectare por ano, segundo os pesquisadores.

O segundo estudo, Valoração Espacialmente Explícita dos Serviços Ecossistêmicos da Floresta Amazônica Brasileira, publicado em novembro de 2018, foi liderado pelo modelador ambiental Britaldo Soares Filho, da UFMG e realizado em parceria com o Banco Mundial. O estudo concluiu, por exemplo, que o valor somado de diferentes serviços pode chegar, em determinadas áreas, a US$ 737 (R$ 3 mil) por hectare por ano. 

Como é possível que a natureza valha mais do que o PIB mundial? Questionam alguns economistas.

“Porque a natureza não pode ser reduzida a cifrões. Sem ela, não haveria vida humana. Seu valor, portanto, tem de ser infinito”. (Robert Constanza) “Nós concordamos, a natureza é infinitamente valiosa. Mas não a tratamos como tal. Estamos tratando a natureza como se o seu valor fosse zero.” (Paul Sutton, da Universidade de Denver)

Sem as florestas, não teríamos ar puro, nem água potável, nem muitos dos alimentos que precisamos para viver. Portanto, estamos em dívida com elas. Porém, o desmatamento está avançando, colocando em perigo ecossistemas dos quais a riqueza natural do planeta e sua capacidade dependem para enfrentar as mudanças climáticas.

A conservação das florestas é vital pelos seus efeitos positivos contra o aquecimento global e em prol da proteção da diversidade biológica e dos povos indígenas. Ao proteger as áreas florestais, reforça-se a gestão de recursos naturais, como a água doce do planeta — 75% provêm destes ecossistemas -, e aumenta-se o rendimento da terra. Estes ecossistemas também são fonte de ar puro e o lar de mais de 75% dos animais e das plantas terrestres, assim como dos polinizadores naturais, que geram mais de 200 bilhões de dólares anuais para a indústria alimentar mundial, conforme a ONU.

As florestas, além de nos ajudarem a respirar, hidratar e alimentar, também nos inspiram graças à sua incomensurável beleza. Existem diferentes tipos de floresta segundo a vegetação (frondosas, mistas e coníferas), o clima (tropical, subtropical, temperada e boreal) ou o grau de intervenção humana (primárias e antropogênicas), entre outros fatores. 

https://www.iberdrola.com/sustentabilidade/importancia-da-floresta

A disponibilidade de recursos naturais e de matéria-prima é fundamental para o desenvolvimento da sociedade, que demanda cada vez mais novos produtos e soluções das empresas e indústrias. Há pouco tempo, entretanto, a compreensão de que os recursos não são inesgotáveis e de que sua escassez pode se tornar uma realidade não eram grandes preocupações sociais, e nem mesmo a importância da biodiversidade para a manutenção da vida humana no planeta.

A sustentabilidade é o termo chave para o desenvolvimento econômico e social. As ações e iniciativas que valorizam a biodiversidade e promovam pesquisa, preservação e recuperação da flora e da fauna – bem como a promoção da diversidade nos ambientes sociais – são cada vez mais pautadas pelas empresas e instituições.

Enquanto os ecossistemas com diversidade biológica – com diferentes espécies animais e vegetais – representam equilíbrio e maior riqueza natural; os ambientes sociais com diversidade de pessoas – com características únicas e diferentes experiências e visões de mundo – são mais sustentáveis, ricos culturalmente, possuem maior capacidade de resolução de problemas e têm maior potencial de desenvolvimento.

Para as empresas, a diversidade representa inúmeras vantagens, das quais se destacam:

  • 1. Empresas diversas tendem a ser mais lucrativas e competitivas;
  • 2. Nas empresas diversas, funcionários são mais colaborativos e engajados;
  • 3. Senso de pertencimento maior;
  • 4. Empresas focadas em diversidade são mais criativas e inovadoras;
  • 5. Atração e retenção de talentos

Além disso, quanto mais diversa uma empresa, maior será a sua capacidade de compreender e atender melhor às necessidades do mercado e de gerar soluções mais eficazes.

https://ideiasustentavel.com.br/importancia-da-biodiversidade/

Por esta razão para a umgrauemeio é fundamental atuar, diretamente pela proteção da Vida na Terra ao evitar que incêndios devastadores destruam a biodiversidade e os serviços fundamentais que nos mantém vivos. 

Uma imagem contendo Diagrama

Descrição gerada automaticamente
A umgrauemeio está entre as 3 principais Startups do Rating e pesquisa se impacto realizado pela Fundação Don Cabral (Innovation Latam) em Proteção da  Vida Terrestre

Compartilhe

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on linkedin
Share on telegram

Deixe seu comentário

Posts recentes

Cuidar da água é tarefa de todos!

A água — e principalmente a falta dela — é um tema recorrente. Está nos debates escolares, nos noticiários e, em casos extremos, nas torneiras secas de algumas grandes cidades do mundo. Na nossa vida cotidiana, sua presença é marcante: afinal, 70% do nosso corpo é água. Nossa atenção só é chamada para ela, justamente, quando falta. Ou, então, quando ela vem em excesso, em catástrofes climáticas cada vez mais comuns.

Ciência, tecnologia e AgTechs tornam o agro brasileiro mais sustentável

O caminho para uma economia regenerativa e de baixo carbono no Brasil passa necessariamente pelo agronegócio, responsável por 27,4% do PIB brasileiro em 2021 (segundo dados do CEPEA). Pelo contato que o agroRESET tem com atores de toda a cadeia produtiva do agro, identificamos o papel fundamental que a ciência e a tecnologia exercem para impulsionar o setor a um padrão sustentável, regenerativo e ESG.

Embaixador(a) I

R$ 0,00