A jornada do propósito pessoal: por onde começar?

“Um novo mundo não só é possível como já está a caminho. 

Em um dia calmo já posso ouvir sua respiração”

Arundhati Roy.

Durante muito tempo eu fiquei me perguntando o que estava construindo para o mundo com o meu trabalho. Onde eu estava depositando os meus talentos em prol da mudança que gostaria de ver no mundo? Pois bem, a jornada do propósito estava começando a florescer dentro de mim. 

Acredito que este despertar pela busca de significado e sentido na vida seja a direção para a busca do nosso propósito. Perguntas que nos levam a respostas sobre quem somos, para onde queremos ir ou porque fazemos o que fazemos podem ajudar a repensar nosso propósito. É natural que essa busca, embora seja natural, traga um certo desconforto. Pelo menos para mim foi assim. Contudo, refletir sobre o rumo das nossas vidas faz com que nos sintamos vivos.

Caminho predestinado?

A maioria das pessoas seguem  suas vidas, motivadas por um “sistema” que  mostra uma direção única para sermos pessoas felizes na sociedade.  Muitas vezes, somos direcionados a buscar uma vida que não é a nossa, em troca do êxito que a sociedade nos apresenta como a vida de sucesso.

Entretanto, o convite a você, com esta leitura é, justamente, buscar a nossa essência interior. O olhar interior nos aproxima do nosso propósito pessoal. Quando percebemos que cada ser humano é um “mundo” e ao nos conectarmos com este “mundo”, nosso propósito começa a florescer. O interessante é que quando vamos entendendo que a jornada pelo propósito não é de certezas absolutas, descobrimos o quão libertador é estar neste caminho de encontro de valores e de ressignificação para nossas vidas.

Propósito, transformação e felicidade

Todas as nossas experiências vividas valem muito nesta rota de autoconhecimento. Uma das coisas mais importantes que aprendi foi que o propósito não é estático, ele evolui com a ampliação da nossa consciência e visão de mundo. Além disso, o nosso propósito pode estar nas diversas dimensões da nossa vida. É preciso estar atento às nossas atividades e às escolhas diárias. O propósito nos encontra neste fluxo da vida. 

A jornada do propósito pessoal retira-nos do papel limitante de apenas produzir e consumir no mundo. Acredito que o propósito rompe a visão egocêntrica do “eu” para o “nós”. Essa visão mais ampliada desvela-se de dentro para fora, em uma trilha colaborativa que perpassa a sociedade como um todo.  

Assim, o propósito é para a humanidade, não exatamente relacionado somente com  ações individuais, mas na realização desse propósito para e com o mundo. É nessa jornada de propósito que encontramos nossa potência e sentido da vida. Uma vida com propósito é uma jornada que descobrimos para ser feliz e servir ao nosso planeta, à  sociedade e às organizações.

Seus passos, suas tomadas de decisões

Assim, a jornada do propósito é também a jornada do crescimento.  Conforme o Livro Capitalismo Consciente Guia Prático, descobrir o propósito requer uma visita ao passado, aos seus sucessos e fracassos. Também requer que você compare suas forças, paixão, impacto e recompensa. Exige que você esteja preparado para conversar com outras pessoas e abdicar de muitas certezas.

Não pense diferente, mas faça a diferença no intuito de deixar um legado. Desejo um bom início de jornada e lembre-se que ter um propósito não trará um slogan para sua vida mas, sim,  inspiração e clareza para suas tomadas de decisões.  

* Eliane Davila 

Líder da Filial RS do Instituto Capitalismo Consciente Brasil

Doutora em Processos e Manifestações Culturais

Compartilhe

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on linkedin
Share on telegram

Deixe seu comentário

Posts recentes

Cuidar da água é tarefa de todos!

A água — e principalmente a falta dela — é um tema recorrente. Está nos debates escolares, nos noticiários e, em casos extremos, nas torneiras secas de algumas grandes cidades do mundo. Na nossa vida cotidiana, sua presença é marcante: afinal, 70% do nosso corpo é água. Nossa atenção só é chamada para ela, justamente, quando falta. Ou, então, quando ela vem em excesso, em catástrofes climáticas cada vez mais comuns.

A importância da biodiversidade

Áreas de Alto Valor de Conservação (AAVC) são formadas por milhares de hectares de florestas nativas nos diversos biomas do Brasil onde crescem espécies endêmicas e ameaçadas da fauna e da flora. Toda floresta tem valor ambiental e social, mas essas áreas, conhecidas com AAVC, são consideradas especiais.

Embaixador(a) I

R$ 0,00