CEO Summit 2017

Olá,

Estive no 11º CEO Summit do Conscious Capitalism Inc, em Austin, Texas, Estados Unidos, de 10 a 12 de outubro. O evento contou com a presença de mais de 250 CEOs, entre eles sete brasileiros – Alex Buchheim (Limppano), Carlos Bremer (EY Atlanta- USA), Hugo Bethlem (ICCB), Jayme Nicolato Corrêa (Ferrous), Marcos Leta (Do Bem), Pedro Chiamulera (ClearSale) e Thomas Eckschmidt (ResolvJá) – que saíram encantados com o que ouviram e trocaram no evento. Clique aqui e veja alguns vídeos realizados pelos brasileiros.

O tema principal foi “Elevar a Humanidade através dos Negócios”. A palavra summit (cume da montanha) está diretamente ligada ao destino, objetivo, associado à temática do evento, pois temos uma longa jornada para atingir a elevação da humanidade por meio dos negócios, e, por isso, a importância de se tratar sobre este tema com afinco e com palestrantes diferenciados como Pascal Finette – Singularity University, Ron Shaich – CEO e fundador da Panera Bread, Raj Sisodia – professor e pesquisador na Babson College e cofundador do Conscious Capitalism, Inc., Dan Pink – escritor e autor, John Mackey – cofundador e CEO do Whole Foods Market e cofundador do Conscious Capitalism, Inc., Roy Spencer – cofundador do The Purpose Institute, Gunnar Lovelace – fundador e co-CEO da Thrive Market entre outros. Veja mais sobre o evento aqui.

E o que levei de tudo isso? Eu resumiria em um parágrafo: “Ensinar é a capacidade de transmitir e deixar os alunos apresentarem e aparecerem. Pobreza não está relacionada a dinheiro, mas a baixa estima e baixa confiança, por isso as empresas conscientes não geram apenas lucro, mas sim riqueza para todos os seus stakeholders. Tome conta das pessoas e elas tomarão conta do seu negócio; e tudo evoluirá”.

Abraço carinhoso,

Hugo Bethlem

Compartilhe

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on linkedin
Share on telegram

Deixe seu comentário

Posts recentes

Cuidar da água é tarefa de todos!

A água — e principalmente a falta dela — é um tema recorrente. Está nos debates escolares, nos noticiários e, em casos extremos, nas torneiras secas de algumas grandes cidades do mundo. Na nossa vida cotidiana, sua presença é marcante: afinal, 70% do nosso corpo é água. Nossa atenção só é chamada para ela, justamente, quando falta. Ou, então, quando ela vem em excesso, em catástrofes climáticas cada vez mais comuns.

A importância da biodiversidade

Áreas de Alto Valor de Conservação (AAVC) são formadas por milhares de hectares de florestas nativas nos diversos biomas do Brasil onde crescem espécies endêmicas e ameaçadas da fauna e da flora. Toda floresta tem valor ambiental e social, mas essas áreas, conhecidas com AAVC, são consideradas especiais.

Embaixador(a) I

R$ 0,00