“EU NÃO SEI”

Uma vez alguém muito, muito mais inteligente que eu, me respondeu a uma pergunta com três simples palavras: “Eu não sei”

A princípio fiquei surpreso, já que acreditava que ela responderia a minha questão (se não acreditasse, nem teria perguntado). Mas então percebi que ela fez algo incrivelmente corajoso – ao invés de abrir a boca e dar uma resposta meia boca, ela assumiu o fato de não saber a resposta exata.

Quantas vezes alguém respondeu a suas perguntas de forma incoerente, inconsistente, com meias verdades, ou pior, com besteiras? Acontece o tempo todo. De algum modo, criamos um ambiente em que esperamos que nossos líderes tenham todas as respostas, o que, considerando o quão complexo é o mundo em que vivemos, e quão rápido está mudando (ouso dizer, “exponencialmente”?) é claramente estúpido.

O problema com estas respostas prontas, mesmo que possam parecer impressionantes, já que demonstramos que sabemos de tudo, é que elas voltam para nos assombrar. Pessoas vão descobrir, e quando descobrirem vão desconsiderar tudo que você falar.

As três palavras mais fortes para criar credibilidade são “Eu não sei”.

O papel de um líder hoje é perguntar melhores perguntas e criar condições para que as pessoas descubram a resposta. Construa o que importa.

Clique aqui para ver o texto original.

Tradução: Instituto Capitalismo Consciente Brasil.

Compartilhe

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on linkedin
Share on telegram

Deixe seu comentário

Posts recentes

Cuidar da água é tarefa de todos!

A água — e principalmente a falta dela — é um tema recorrente. Está nos debates escolares, nos noticiários e, em casos extremos, nas torneiras secas de algumas grandes cidades do mundo. Na nossa vida cotidiana, sua presença é marcante: afinal, 70% do nosso corpo é água. Nossa atenção só é chamada para ela, justamente, quando falta. Ou, então, quando ela vem em excesso, em catástrofes climáticas cada vez mais comuns.

A importância da biodiversidade

Áreas de Alto Valor de Conservação (AAVC) são formadas por milhares de hectares de florestas nativas nos diversos biomas do Brasil onde crescem espécies endêmicas e ameaçadas da fauna e da flora. Toda floresta tem valor ambiental e social, mas essas áreas, conhecidas com AAVC, são consideradas especiais.

Embaixador(a) I

R$ 0,00