Mais praticidade, por favor!

O Capitalismo Consciente na Prática é uma websérie que é construída com base em casos reais de empresas que decidiram ter práticas mais conscientes e humanizadas.

Todas essas empresas que você verá nesta websérie são nossas associadas e nos ajudam a inspirar mais lideranças e empresas a adotarem práticas empresariais que, além de tornar o negócio mais rentável, cuida de seus colaboradores, clientes e fornecedores e gera valor para toda a sociedade.

Reunimos neste post todos os episódios desta websérie para que você reveja os melhores episódios e consiga assistir aqueles que ainda não teve chance.

1 – Editora Mol

“As verdadeiras empresas conscientes são as que fazem por crença, não por pressão. Elas serão as mais rentáveis, as que mais impactarão o mundo e, provavelmente, terão as pessoas mais felizes trabalhando.”
Rodrigo Pipponzi, Diretor Executivo da Editora Mol

2 –  Dengo Chocolates 

“Aliamos o respeito a quem produz com a conservação do meio ambiente. Conservação produtiva é quando conservamos a floresta de pé e, ao mesmo tempo, geramos renda para quem vive dela.”
Estevan Sartoreli (CEO e co-fundador) 

3- Plastifama

“Essa união, essa força e esse ganha-ganha são prova de que quando a empresa cuida bem, é recompensada e recebe de volta.”
Rodrigo Nori, Diretor Executivo da Plastifama

4- NUU Alimentos

“Somos parte do problema, mas também estamos começando a ser parte da solução.”
Rafaela Gontijo, CEO e Fundadora da NUU Alimentos

5 – Tia Sônia Alimentos 

“A empresa não está aqui só para dar lucro. Estamos aqui também para poder movimentar o mundo, para poder melhorar e para ajudar.”
Marcos Fenício, CEO na Tia Sônia Alimentos

6 – Braile Biomédica 

“A integração de todas as partes, todos os pilares que sustentam a empresa tem que estar envolvidos no propósito. Caso contrário, a gente não consegue realizar.”
Patricia Braile, Presidente da Braile Biomédica

7- Telos Transition

“Não é só um discurso bonito, não é só um discurso da moda. É muito mais que isso: é uma forma de realmente atuar.”
Gisele Gaspar é Sócia-Diretora da Telos Transition

8 – Dobra

“Se o momento está difícil pra gente, que tem uma estrutura para sobreviver, imagina para quem depende dessa renda para poder pagar suas contas e tudo mais.”
Guilherme Massena, Cofundador da Dobra

9 –  Omni

“Nossos propósitos e valores vão além do lucro. Lucro é consequência que nossos propósitos e valores direcionam.”
Denise Paludetto, Diretora de pessoas e cultura na Omni

10 –  Grupo Bittencourt

“Não dá para parecer SER. A gente tem que SER.”
Lyana Bittencourt, CEO do Grupo Bittencourt

11 – Bravo

“Toda vez que você melhora a governança das companhias, você amplifica o impacto na sociedade.”
Claudinei Elias, CEO e Founder da Bravo GRC

12 – Movimento #EUVISTOBEM

“Comecei a me questionar: será que não existe um modelo de negócio que seja capaz de entregar o que o consumidor quer (…) mas à medida que crescesse pudesse também impactar positivamente o meio ambiente e as pessoas?”
Roberta Negrini, CEO e fundadora do #MOVIMENTO EUVISTOOBEM

13 – Chico Rei

“A geração de desigualdade ao pé que nós temos hoje na humanidade em geral, mas como podemos tratar as empresas como espaço de oportunidades, espaço de conexão, espaço de redução dessa desigualdade. Então estar com o Capitalismo Consciente é também beber dessa fonte, é entender que eu posso me nutrir de informações.”
Bruno Imbrizi, CEO e fundador da Chico Rei

Com carinho,

Equipe do Instituto Capitalismo Consciente Brasil.

Compartilhe

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on linkedin
Share on telegram

Deixe seu comentário

Posts recentes

Temos pressa para transformar os indivíduos

O ano é 2040: A temperatura está 1,5°C acima do nível pré-industrial. Muito foi feito, mas não foi suficiente. De volta a maio de 2022: novo relatório da Organização Meteorológica Mundial aponta que esse pico já será registrado em pelo menos um ano até 2026. O vislumbre do futuro nos mostra, portanto, que é preciso fazer mais e o tempo é agora.

Um mergulho na essência

Uma empresa familiar nasce de um projeto pessoal de quem a inicia e confere a ela uma identidade. Sonhos, princípios e a expressão da cultura são personificados na figura dos fundadores, referências maiores e suficientes nas primeiras fases de evolução do negócio. Com o passar do tempo, as identidades da família e da organização se influenciam entre si, porém se desenvolvem de maneira mais autônoma.

Embaixador(a) I

R$ 0,00