Reflexões empresariais: o feminino e o masculino

Sociedade patriarcal

É importante que saibamos que ainda vivemos em um mundo patriarcal. O dia 8 de Março é celebrado como o Dia Internacional da Mulher. A comemoração desta data é uma oportunidade para reflexão sobre o papel social da mulher e as conquistas femininas nos últimos anos. Também é parte das demandas das mulheres, neste século, a maior representatividade feminina nas empresas e nas posições de liderança e tomada de decisões dentro das organizações.

Liderança Shakti: as forças  femininas e masculinas 

Homens e mulheres como sócios nas cores do mundo e parceiros para a construção de uma nova liderança que equilibra as forças femininas e as forças masculinas dentro de nós. Estas são abordagens que transcendem o gênero que trazem geração de valor, diversidade e inclusão para as organizações. É o que também está exposto, na obra Liderança Shakti, como energias femininas e masculinas que habitam dentro de cada ser humano. 

Masculino e feminino

Quando as forças femininas e masculinas estão em equilíbrio dentro de nós, elevam o nível de consciência individual e refletem mudanças nas próprias organizações. Muitos líderes, homens e mulheres, escolheram valorizar exclusivamente as forças masculinas que habitam dentro de nós. Contudo, o resultado desse mindset trouxe degradação ambiental, desigualdades sociais e de gênero e outros sérios problemas para nossa sociedade.

Por meio do equilíbrio maduro das forças masculinas e femininas somos capazes de gerar valor e sermos mais criativos, inclusivos e empáticos. Assim, um líder homem que se torna aliado à pauta da representatividade das mulheres, pode agir de forma empática e inclusiva, provocando mudanças na empresa, criando ambientes com maior representatividade feminina e que possibilitem maior equidade de gênero, por exemplo. 

Liderança e propósito

As lideranças que praticam a liderança Shakti, equilíbrio das forças femininas e masculinas,  atuam a partir de uma consciência que valoriza o cuidado de todos e todas, respeitando a vida, trazendo maior sustentabilidade e estando a serviço do mundo.

A construção de um propósito maior, perpassa a pauta de geração de lucro, percebendo que a empresa possui outras responsabilidades que nos levam a enxergar o impacto social e ambiental das empresas. O propósito maior vem com essa jornada de consciência que nos permite levar o nosso propósito genuíno para a cultura organizacional o e vê-lo pulsar dentro e fora da empresa.

Este texto é fruto de um grupo de estudos em Capitalismo Consciente liderados pela Filial Regional do Capitalismo Consciente no Rio Grande do Sul. Te convidamos a se aproximar da Filial Regional seguindo seu PERFIL NO INSTAGRAM. Seja protagonista na construção de um ecossistema mais sustentável e regido por um Propósito Maior.

Compartilhe

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on linkedin
Share on telegram

Deixe seu comentário

Posts recentes

Obcecado pelo propósito em vez do lucro

Acreditamos que um negócio só é bom quando cria valor para as pessoas e o planeta, é ético quando baseado em trocas verdadeiras e voluntárias entre seus stakeholders, é nobre quando tem a capacidade de inspirar e elevar a dignidade humana e, principalmente, é heroico quando tira as pessoas da pobreza, gerando prosperidade econômica.

Embaixador(a) I

R$ 0,00