Rio Grande do Sul ganha grupo de estudos em Capitalismo Consciente e compartilha importantes insights

por Filial Regional do Capitalismo Consciente no Rio Grande * para o Instituto Capitalismo Consciente Brasil em 10 de fevereiro de 2022

A recém inaugurada Filial Regional do Capitalismo Consciente no Rio Grande do Sul iniciou suas atividades com muita energia e empenho para engajar o empresariado gaúcho.
Fruto da escuta ativa praticada junto a voluntários, equipe operacional e conselheiros, a demanda por um grupo de estudos naturalmente emergiu da necessidade de um nivelamento e aprofundamento nos conceitos do Capitalismo Consciente, como movimento.
O objetivo desta iniciativa é que a temática do Capitalismo Consciente possa transitar pelas rodas de conversas de lideranças para fortalecer o ecossistema empresarial gaúcho.
As discussões desta edição do encontro foram guiadas pelo capítulo sobre Propósito Maior do Livro Capitalismo Consciente: como libertar o espírito heroico (John Mackey e Raj Sisodia) e você confere os principais insights abaixo.

Propósito, relacionamento e valor
As primeiras reflexões do grupo apontaram que é difícil dissociar o propósito individual do coletivo dentro das organizações. As empresas são pessoas se relacionando com pessoas, gerando valor para outras pessoas e o propósito conecta o nosso Eu à empresa que fazemos parte.

Propósito, impacto e lucro
Empresas com um Propósito Maior produzem mais impacto positivo, em comparação àquelas focadas em gerar apenas lucro. Contudo, sabe-se que um bom desempenho financeiro também contribui para que o propósito organizacional transforme o mundo e seja mais sustentável.

Propósito Maior não é conto de fadas
O propósito, nas organizações, é, por vezes, assunto teórico e de certa forma romantizado. Sugere-se que as lideranças invistam em comunicações mais assertivas, claras e transparentes quando o assunto for o propósito organizacional.

Viver, sentir e proteger
Diferente dos conceitos de missão e visão, que, muitas vezes, aparecem apenas nos quadros das empresas, o Propósito Maior deve ser vivido e sentido diariamente, dentro e fora da organização. O conceito de propósito maior deve ser entendido na prática do “fazer organizacional” para que não se corra o risco de banalização ou esvaziamento da temática, confundindo-o como um modismo contemporâneo.

Um ciclo infinito de ressignificação
É necessário, constantemente, revisitar o propósito organizacional. O contexto do nosso entorno muda, as pessoas mudam, a sociedade muda e o propósito organizacional também acompanha essa evolução. O que vai ajudar nessa jornada é reconhecer quais são os principais valores que norteiam a construção do legado. É um jogo infinito, como sugere Simon Sinek!

Para saber mais
Para se aprofundar ainda mais em Propósito, leia as obras abaixo:
Uma vida com propósito (Rick Warren), Um sentido para a vida (Vicktor Frankl), Em busca de sentido (Vicktor Frankl), Comece pelo porquê (Simon Sinek), Encontre o seu porquê (Simon Sinek), O jogo infinito (Simon Sinek) e Reinventando as organizações (Frederic Laloux).

Faça parte
Acesse o PERFIL do Instagram Filial Regional Gaúcha do Capitalismo Consciente ou envie um E-MAIL. Saiba mais sobre o Capitalismo Consciente sendo protagonista da construção de um ecossistema mais sustentável e regido por um Propósito Maior.

*Eliane Davila é mentora de Carreiras e de Negócios Conscientes. Doutora em Processos e Manifestações Culturais. Colíder da Filial Regional do Capitalismo Consciente no Rio Grande do Sul e embaixadora Certificada do Capitalismo Consciente

Compartilhe

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on linkedin
Share on telegram

Deixe seu comentário

Posts recentes

Obcecado pelo propósito em vez do lucro

Acreditamos que um negócio só é bom quando cria valor para as pessoas e o planeta, é ético quando baseado em trocas verdadeiras e voluntárias entre seus stakeholders, é nobre quando tem a capacidade de inspirar e elevar a dignidade humana e, principalmente, é heroico quando tira as pessoas da pobreza, gerando prosperidade econômica.

Embaixador(a) I

R$ 0,00