Um farol de Consciência

Empresa associada ao Capitalismo Consciente vira exemplo em expedição que combate o lixo marinho

A equipe da Expedição Voz dos Oceanos, liderada pela Família Schurmann, desembarca em Recife e visita empresas e projetos que combatem o problema da excessiva geração de resíduos sólidos. Uma delas foi a Refazenda, associada ao Capitalismo Consciente.

A Refazenda carrega em seu DNA o ideal da sustentabilidade. Tudo começou há quase 30 anos, quando, incomodada com o formato como então se conhecia a indústria do vestuário, Magna Coeli pensou num modelo de negócio vanguardista, mesmo para os tempos de hoje. A ideia da estilista foi criar um novo estilo de comportamento, aliado ao planejamento de todo o material usado no ciclo, inclusive as até então indesejadas sobras.

O Capitalismo Consciente entende que um stakeholder comum a todos os negócios é o meio ambiente. No entanto, estamos longe do cenário onde a maioria das empresas gera valor para esse stakeholder. O exemplo da Refazenda vem reforçar que é possível cuidar do meio ambiente e aumentar o valor agregado das peças produzidas com praticamente nenhum desperdício.

“Ser escolhida como exemplo de solução por uma expedição que aborda o grande problema da geração de resíduos serve como combustível para fortalecer nosso propósito, de quase 32 anos, de Refazer a moda e Refazer o mundo!” Compartilha Marcos Queiroz, CEO na Refazenda.

Falando em Propósito Maior, este é um exemplo onde ele é exercitado, dia após dia, nas linhas que correm na costura de sonhos, caminhos e memórias, sem deixar nenhuma sobra de tecido para trás. Mais que fazer roupa, a Refazenda mostra que é possível gerar valor para todos os stakeholders e exercitar seu propósito todos os dias.

Manifesto da Refazenda

“A gente acredita em quem se preocupa com o mundo
Em que faz agora para as gerações futuras
A gente acredita em quem coloca a mão na massa
Em quem produz com afeto, dando o que tem de melhor
A gente acredita em quem faz com calma, em quem põe a alma
Em quem se dedica às coisas da terra e valoriza o local
A gente acredita na sintonia de quem busca o bem estar de todos
Cada ser humano mais próximo um do outro em vez de máquinas
Vem com a gente!”

Compartilhe

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on linkedin
Share on telegram

Deixe seu comentário

Posts recentes

Obcecado pelo propósito em vez do lucro

Acreditamos que um negócio só é bom quando cria valor para as pessoas e o planeta, é ético quando baseado em trocas verdadeiras e voluntárias entre seus stakeholders, é nobre quando tem a capacidade de inspirar e elevar a dignidade humana e, principalmente, é heroico quando tira as pessoas da pobreza, gerando prosperidade econômica.

Embaixador(a) I

R$ 0,00