Valor & Qualidade

Barreiras do empreendedorismo consciente

Por Giuliano Bretas*

Nas consultorias voluntárias a pequenos empreendedores que querem transformar seus negócios ou criar um negócio consciente, uma questão aparece com bastante frequência: “Sinto que as pessoas gostam do meu produto, mas muitas vezes acabam achando caro demais e não compram.”
Esse problema, na maioria das vezes, tem duas causas distintas: Uma do lado do consumidor e outra do lado do empreendedor.

Nós, consumidores

Como consumidores, estamos acostumados a consumir quantidade e não qualidade. Fomos doutrinados, pela lógica do capitalismo moderno, que é preferível ter um monte de coisas baratas e “porcarias”, que duram poucos meses (para poder comprar mais, é claro!), do que ter poucas coisas “ótimas” e que duram quase a vida toda.

Empreender ou comunicar?

A causa, do lado do empreendedor, vem da dificuldade de se posicionar. De “contar” de fato a origem do seu produto, e se conectar com um nicho de consumidores que se relacionem de verdade com sua proposta de valor. A maioria deles acaba utilizando as ferramentas tradicionais de marketing. Fórmulas prontas e pasteurizadas que acabam colocando sua marca no mesmo nível daquelas “baratinhas”. E, claro, quando não enxergamos valor na marca, o preço acaba ditando a regra.

Desafio posto

Se realmente queremos trazer consciência para os negócios, temos algumas lições de casa a serem feitas:

Como empreendedor consciente: Seja autêntico na sua comunicação. Coloque sua cara a tapa. Conte de onde vem sua matéria prima, sobre os detalhes dos seus processos, sobre seus valores e principalmente levante a bandeira daquilo que você acredita de verdade, sem medo de ser feliz.

Como consumidor consciente: Na próxima vez que for comprar algo, antes de olhar o preço, pare e pense. Busque saber mais sobre aquela marca. De onde vêm as matérias primas deste produto? O que essa empresa defende? Que causas ela ajuda? Tenho a certeza que aquele produto “caro” pode se transformar em um produto bem “baratinho” perto do valor que ele entrega pro mundo

😉*Giuliano Bretas é especialista em Inovação e empreendedorismo consciente e Co-Fundador da Filial Campinas do Capitalismo Consciente

Compartilhe

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on linkedin
Share on telegram

Deixe seu comentário

Posts recentes

Obcecado pelo propósito em vez do lucro

Acreditamos que um negócio só é bom quando cria valor para as pessoas e o planeta, é ético quando baseado em trocas verdadeiras e voluntárias entre seus stakeholders, é nobre quando tem a capacidade de inspirar e elevar a dignidade humana e, principalmente, é heroico quando tira as pessoas da pobreza, gerando prosperidade econômica.

Embaixador(a) I

R$ 0,00