Sobre nós

O Instituto Capitalismo Consciente Brasil é o representante oficial do Conscious Capitalism Inc. Assista ao vídeo a seguir para entender um pouco do contexto em que estamos inseridos e qual é a nossa proposta para transformar o jeito de se fazer investimentos e negócios no Brasil. Você, que é a liderança da empresa, vai encontrar conosco conteúdos, cursos e inspiração para que seu negócio gere mais impacto e prospere na Nova Economia.

Movimento global do Capitalismo Consciente

O Capitalismo Consciente é um movimento global que se originou nos Estados Unidos e que tem como objetivo elevar a consciência das lideranças para práticas empresariais baseadas na geração de valor para todos os stakeholders. E aqui não se trata de valor somente financeiro. Empresas que atuam alicerçadas nos pilares do Capitalismo Consciente - Propósito Maior, Cultura Consciente, Liderança Consciente e Orientação para Stakeholders - geram também valor intelectual, físico, ecológico, social, emocional, ético e até mesmo espiritual a todas as partes interessadas do negócio, sem prejuízo à geração de lucros a investidores e acionistas

Uma relação equânime, de longa duração e com raízes fundamentadas no que se convencionou chamar de capitalismo de stakeholders, termo cunhado nos anos de 1980 por R. Edward Freeman, professor de negócios da Universidade da Virgínia, para designar o papel das empresas em relação às pessoas, à sociedade e ao planeta, no sentido de mitigar seus impactos, enquanto gera riqueza e bem-estar para todos.

Os Pilares

PROPÓSITO MAIOR

O propósito de uma empresa deve ser muito mais do que simplesmente gerar lucros: é a causa pela qual a empresa existe.

CULTURA CONSCIENTE

É a incorporação dos valores, princípios e práticas subjacentes ao tecido social de uma empresa. Ela conecta os stakeholders uns aos outros e também ao seu propósito, pessoas e processos.

LIDERANÇA CONSCIENTE

Os líderes conscientes são responsáveis por servir ao propósito da organização criando valor para todos os seus stakeholders e cultivando uma Cultura Consciente de confiança e cuidado.

ORIENTAÇÃO PARA STAKEHOLDERS

Um negócio deve gerar diferentes valores para todas as partes interessadas, os chamados stakeholders.

Capitalismo Consciente e ESG

O Capitalismo Consciente acredita que ao aliar o capitalismo de stakeholder a um propósito maior, as empresas definem suas jornadas e conseguem atuar de forma diferenciada rumo às métricas ESG em mercados altamente competitivos, encantando clientes, engajando colaboradores, respeitando fornecedores e o meio ambiente. Tudo isso de forma ética e sustentável.

Mas afinal, o que é ser sustentável?

Sustentabilidade é ser capaz de suprir as necessidades do presente sem comprometer as próximas gerações. Ou seja, a sustentabilidade está na manutenção do lucro, no cuidado social, no cuidado ambiental.

O termo ESG (do inglês Environmental, Social and Governance), nasce em 2005, quando o então secretário da ONU, Kofi Annan, convidou as 50 maiores instituições bancárias e empresas do mundo para apresentar o relatório Who Cares Wins, encorajando a integração de critérios ambientais, sociais e de governança no mercado de capitais, por meio dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS).

Esse convite reforça a importância da sustentabilidade ambiental, social e de governança estarem próximas do propósito da empresa, seguindo na mesma direção, rumo ao impacto positivo e ao bem maior.

2007 Início
2008
2010
2012
2013
2017
2018
2019
2020
2021

Capitalismo Consciente e ODS

O Instituto Capitalismo Consciente Brasil acredita no poder e na responsabilidade das empresas no avanço da Agenda 2030 proposta pela Organização das Nações Unidas, traduzida em seus 17 Objetivos do Desenvolvimento Sustentável.

Nós, enquanto Organização da Sociedade Civil, mapeamos os principais ODS com os quais contribuímos diretamente e indiretamente.

Abaixo destacamos o ODS 8 e o ODS 17, com os quais contribuímos com maior intensidade.

Talvez este seja o ODs que mais se conecte com o propósito do Capitalismo Consciente.

Desde a origem do movimento, o Capitalismo Consciente incentiva meios de "promover o crescimento econômico sustentado, inclusivo e sustentável, emprego pleno e produtivo e trabalho decente para todas e todos". Vale lembrar que empresas capitalistas conscientes tem um desempenho financeiro muito maior que empresas que operam no capitalismo tradicional.

Nossas contribuições para as metas deste ODS:

8.1 & 8.5 >> Inspiração e educação para lideranças cujas decisões impactarão diretamente na ampliação de ofertas de emprego e trabalho decente, programa Líderes do Futuro: primeiros passos & Investimento no fundo Covida20.

8.6 >> Programa Líderes do Futuro: primeiros passos.

Todas as ações, conteúdos, produtos e soluções corporativas do Academy, atendem diretamente a apoiar outros atores, especialmente empresas, para a consciência, conhecimento e ação que beneficiam a implementação de toda a Agenda 2030.

Especialmente quando incluímos os ODS como conteúdo explícito em aulas e campanhas como é o caso da Jornada ESG e do Podcast #MaisConsciente. Nossos embaixadores e empresas associadas são impulsionadas a ter impacto direto em outros ODS como ecossistemas terrestres, água, etc; e nós contribuímos para o desenvolvimento deles com nossos conteúdos e formações.

Nossas contribuições para as metas deste ODS:

17.14 >> Advocacy ICCB.

17.16 & 17.17 >> Parcerias com movimentos análogos como Sistema B e Pacto Global e instituições como Akatu e IBGC.

ODS 4
ODS 5
ODS 10
ODS 12
ODS 15

Manifesto

Quem somos

Hugo Bethlem

Presidente do Conselho

Daniela Garcia

CEO

Head de Finanças

Head de Educação

Assistente de redação

Designer Gráfico

Analista de Educação Corporativa

Head de Associações

Head de Comunicação

Coordenadora de Comunicação

Head de Relacionamento

Conselho Deliberativo

Ariolino Andrade

Sócio-Diretor da Triconsult

Claudinei Elias

CEO e Fundador da Bravo GRC

Leonardo Lima

CEO e Fundador da Dreams and Purpose Consulting

Mayrá Casttro

Fundadora da InvestAmazonia

Onara Lima

Especialista em Sustentabilidade e ESG

Ricardo Glass

Fundador e Chairman na Okena

Tadeu Silva

Presidente da ACREFI

Vanessa Pinsky

Consultora em Sustentabilidade

Senior Advisory Board

Aline Locks

Associate Founder & CEO na Produzindo Certo

Andréa B. Cruz

CEO da Serh1 Consultoria

Cassia Messias

Co-CEO e Cofundadora da Humanizadas

Cristina Palmaka

Presidente da SAP Latin America & Caribbean

Dario Neto

Co-fundador e CEO do Anga

Denise Hills

Especialista em ESG, sustentabilidade e inovação

Eduardo Gouveia

Conselheiro, investidor em startups e consultor

Eduardo Mufarej

Investidor & Empreendedor

Eduardo Ourivio

Cofundador do Grupo Trigo e Investe Favela

Fabio Alperowitch

Portfolio Manager na FAMA Investimentos

Gabriela Baumgart

CCA + e Presidente do Conselho do IBGC e da Track& Field

Graziela Merlina

CEO da INOVADOR Saúde e Cofundadora do Instituto Emana

Gustavo Werneck

Presidente, CEO e Board Member na Gerdau

Jandaraci Ferreira

Cofundadora do Conselheira101

José Carlos Kanner

CEO da Paramount Textil

Julio Campos

CEO no Compra Agora

Ligia Camargo

Diretora de Sustentabilidade na Heineken

Luciana Antonini Ribeiro

Founding Partner na EB Capital

Luiza Helena Trajano

Presidente do Conselho de Administração Magazine Luiza

Marcelo Murilo

VP de inovação, tech e M&A na Benner

Maria Fernanda Teixeira

Conselheira

Patricia Braile

Presidente na Braile Biomédica

Patricia Muratori Calfat

Regional Director no YouTube Latam

Renato Franklin

CEO no Grupo Casas Bahia

Ricardo Catto

CEO na Trustin

Silvio Genesini

Conselheiro

Curadores

Ariolino Azevedo

TriConsult

Augusto Junior

Instituto Anga

Graziela Merlina

CasaMerlina

Manoela Onofrio

Cause

Renata Barbosa

Cause

Rodrigo Fagundes

Instituto Capitalismo Consciente Brasil

Sté Crispino

Tribo

Co-fundadores

Governança

TRANSPARÊNCIA

OUVIDORIA

TERMO DE USO

CARTA ABERTA

Princípios para um Capitalismo Consciente no Brasil

COMITÊ DE ÉTICA

Carta de lançamento do Comitê de Ética e Integridade

Na Mídia