Blog

Se o G fosse prioridade

Todos os pilares são importantes e são interdependentes. E tudo começa pelo Propósito. Aliás, sem propósito, sem impacto. Mas a Liderança Consciente, o G do ESG, é o fator limitante ou acelerador para termos uma Cultura Consciente que perpetue práticas humanizadas e uma Orientação para Stakeholders que compartilhe valor com todas as partes interessadas, de forma genuína e com poder de transformar a organização e seu ecossistema.

Liderar é uma arte

Em tempos de capitalismo consciente, saber liderar é uma arte e vai muito além do que seguir conceitos clássicos de gestão de empresas. A liderança atual exerce um papel mais centrado na humanização, deixando um pouco de lado os processos de negócios e direcionando os esforços para o ser humano.

Dia da Sobrecarga da Terra 2023

Dia da Sobrecarga da Terra: não temos tempo a perder! Este ano, data que marca o momento em que usamos todos recursos naturais que deveríamos utilizar até 31 de dezembro

Humanizando os negócios: Como os valores do Amor, da Alegria e da Paz Impulsionam o Capitalismo Consciente

Com entusiasmo, nós da Filial Regional do Instituto Capitalismo Consciente no RS, compartilhamos os resultados de uma dinâmica que realizamos no nosso último evento, realizado no mês de maio de 2023, onde buscamos descobrir quais são os valores mais valorizados pelos membros da equipe. Esse encontro exclusivo reuniu nossa comunidade de voluntários, conselho e coordenação, permitindo que cada participante expressasse seus valores individuais diante do grupo.

Diversidade e Inclusão: O que é e qual a diferença entre elas?

Enquanto a diversidade se refere à diversos grupos sociais, o conceito de “inclusão” se refere à inclusão dessas pessoas na sociedade de forma equitativa. Possui  o objetivo de garantir que essas pessoas sejam representadas em todas as áreas, inclusive ocupando espaços de poder, recebam oportunidades de ensino e trabalho, e ainda tenham todos os seus direitos respeitados.

Conectando Cultura e Propósito: A força do Capitalismo Consciente

A filosofia do Capitalismo Consciente apresenta uma abordagem econômica que busca elevar a consciência das lideranças para um olhar para além do lucro, trazendo prosperidade e diminuindo as desigualdades, com uma gestão mais humana, ética e sustentável. Conforme Raj Sisodia, os 4 pilares do Capitalismo Consciente, ou seja,  Cultura Consciente,  Propósito,  Liderança Consciente e Orientação aos Stakeholders podem ajudar as empresas a serem melhores para o mundo. 

Liderança Consciente – uma transformação social do EGO para o ECO

O tema Liderança sempre está em constante desenvolvimento, uma vez que o campo de sua atuação exige reposicionamento, mudanças de conceitos e integração de outras referências teóricas que empoderam uma prática que atenda às necessidades de todos. O contexto atual exige a necessidade de empresas desenvolverem suas estratégicas orientadas às práticas que sustentam uma cultura ESG – Environmental, Social and Governance, é uma sigla em inglês que traduzida significa “Ambiental, Social e Governança’’. Uma cultura que priorize um posicionamento no mercado e um crescimento financeiro, cujas ações suportem os pilares da Governança, do Social e do Meio Ambiente.

A evolução das necessidades no trabalho e o papel da liderança

É fundamental que o ambiente de trabalho esteja estruturado para atender suas necessidades sociais, de autoestima e de autorrealização. Para que isso seja possível, a liderança consciente tem um papel fundamental na estruturação e no atendimento dessas necessidades.