Blog Consciente

Dia do Consumo Consciente

Nosso jeito de consumir causa impactos para nós, para toda a sociedade e para o meio ambiente. Por isso, praticar o consumo consciente é fundamental. Não é sobre deixar de consumir e sim sobre consumir diferente, evitando excessos e desperdícios.

Negócios conscientes aceleram a retomada da economia

Em 2004, Raj Sisodia escreveu o livro “Empresas Humanizadas” e lançou os fundamentos do Capitalismo Consciente, que hoje está presente em mais de 20 países. Nesta obra, Sisodia fala da importância de haver um alinhamento estratégico entre todas as partes interessadas de uma empresa, chamados de stakeholders: acionistas, clientes, fornecedores, governos e sociedade, incluindo aí o meio ambiente. A ideia central visa que todos tenham lucro, em nome da sustentabilidade de todo um ecossistema econômico. Esses conceitos já têm quase 15 anos e são cada vez mais atuais, ainda mais neste contexto pós-pandêmico de retomada da economia.

Reindustrialização 4.0

A capacidade de reinvenção do ser humano começou a ser desenvolvida e posta à prova muito antes do mundo moderno. A transição dos serviços para a agricultura, na localidade, deu-se com o intenso fluxo migratório de estrangeiros. Muitos, como meus tataravós, fugiam da fome na Itália para ocupar núcleos coloniais recém-criados pelo governo imperial brasileiro.

Temos pressa para transformar os indivíduos

O ano é 2040: A temperatura está 1,5°C acima do nível pré-industrial. Muito foi feito, mas não foi suficiente. De volta a maio de 2022: novo relatório da Organização Meteorológica Mundial aponta que esse pico já será registrado em pelo menos um ano até 2026. O vislumbre do futuro nos mostra, portanto, que é preciso fazer mais e o tempo é agora.

Água, por que precisamos falar sobre ela

Por Leonardo Lima*, para o Instituto Capitalismo Consciente Brasil Sou um eterno intrigado do porquê damos pouco valor à água. E não digo pelo seu custo, mas devido à sua